Página:Elementos de Arithmetica.djvu/89

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


CAPITULO ni

THEORIA DAS FRACÇÕES ORDINARIAS

98. Ao resultado exacto da comparação de duas grandezas, sendo uma d'ellas considerada como unidade, ena hypothese de ser a grandeza menor que a unidade, se dá o nome de fracção.

A fracção é sempre representada por meio de dous números separados por um traço horizontal.

O numero que fica na parte superior do traço chama-se numerador, e o que fica na parte inferior, denominador. A esses dous números, considerados simultaneamente, chamam-se também termos da fracção.

O denominador indica sempre o numero de partes iguaes em que a unidade está dividida, e o numerador o numero d'essas partes iguaes que a grandeza contém. Assim, se a unidade estiver dividida em sete par-

tesiguaes, e uma daspartesfôr contida na grandeza cinco vezes, a fracção g

é —; se a unidade estiver dividida em nove partes iguaes, e uma das partes

9

fôr contida na grandeza quatro vezes, a fracção é —

A fracção pôde também ser considerada como o quociente de uma divisão indicada, sendo o numerador o dividendo e o denominador o dí-

15

visor. Assim, — é igual á sétima parte do numero 15, de modo que 15

vezes a sétima parte da unidade ou quinze sétimos ou finalmente 15 dividido por 7 são expressões idênticas.

Para iêr uma fracção, lê-se em primeiro logar o numerador e depois e denominador, juntando a este ultimo a palavra avos. Assim, as 7 9 13

fracções — — enunciam-se do seguinte modo : sete doze avos, nove vinte e nove avos ; treze trinta e ãous avos.

Sendo o denominador um numero simples, lê-se meios, terços, quartos, quintos, etc.; se fôr 10, 100, 1000, etc., devemos ler décimos, centesimos, millesimos, etc.

As fracções que tiverem para denominador a unidade seguida de zeros, chamam-se decimaes.