Página:Evocações.djvu/15

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
INICIADO
Desolado alchimista da Dôr, Artista, tu a depuras, a fluidificas, a espiritualisas, e ella fica para sempre, immaculada essencia, sacrametando divinamente a tua Obra.

Pedrarias rubentes dos occasos; Angelus piedosos e concentrativos, a Millet; Te-Deum glorioso das madrugadas fulvas, através do deslumbramento paradisiaco, rumoroso e largo das florestas, quando a luz abre immaculadamente n’um som claro e metallico de trômpa campestre — claro e fresco, por bizarra e medieval caçada de esveltos fidalgos; a verde, viva e viçosa vegetação dos vergéis virgens; os opalescentes luares encantados nas mattas; o crystalino cachoeirar dos rios; as collinas emotivas e saudosas, — todo aquelle esplendor de colorida paisagem, todo aquelle encanto de exhuberancia de prados, aquelles aspectos selvagens e magestosos e