Página:Evocações.djvu/66

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
64


r<f-

64

carcavões da iiiiiih\alraa e fazes desencantar caminhar e fallar os meus Segredos...

Tens uma expressão millenaria de Epopéas um curioso e extravagante sentimento druidico, e como que toda melancliolia archaica da Decadência latina.

Xo fundo velho e pittoresco do teu Oriente <) Noite, meu caprichoso e exótico Crysanthemo; nos longes dos teus grandes e famosos Frescos ondulam em curvas lascivas e donairosas as românticas e visionarias virgens, os pallidos poetas meditativos, os ascetas lividos que vellam á claridade magoada dos cyrios, os fascinantes e capciosos Fra-I)iavolos, os galhardos, zumbentes e coruscantes carnavaes de Veneza da tua prodigiosa Phantasia e as kermésses louras e cor de rosa dos cherubins da Infância, que dormem sonhando, lyrios de commovida ternura, meigamente seduzidos e embriao;ados no delicado e casto regaço do mysterio dos sexos.

Ó bemdita Xoite! dá- me a morte na irradiação dos teus raios, para que eu rompa o sello cabalístico dos teus segredos; dá-me a morte na crystalisação dos teus astros, nas auréolas das tuas nuvens, no pesado luxo das tuas constellações, no vaporoso de tuas visões de lagos,. na solemnidade biblica das tuas montanhas