Página:Fabulas de Esopo.djvu/68

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
68
FABULAS


dores negligentes e apoucados não estimão ser livres, com tanto que comão o pão ociosos, e os taes são significados nesta Fabula pelo Cão.


FABULA XXVI

Os Membros e o Corpo.


As mãos e os pés se queixavão dos outros membros, dizendo que elles toda a vida trabalhavão, e trazião o corpo ás costas, e tudo redundava em proveito do estomago, que comia sem trabalho; por tanto que se determinasse a buscar sua vida, que elles não havião de dar-lhe de comer. Por muito que o estomago lhes rogou, não quizerão tomar outra determinação e as-