Página:Fausto Traduzido por Agostinho Dornellas 1867.djvu/286

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
— 272 —
MARGARIDA

Meu Deus, toda m'entrego
A teu juizo.

 
MEPHISTOPHELES (a Fausto.)

Vem depressa, ou deixo-te
Com ella na prisão.

 
MARGARIDA

Omnipotente,
Sou tua, salva-me. Acudi, oh anjos,
Oh phalanges celestes, protegei-me |
Henrique, de ti tremo.

 
MEPHISTOPHELES

Foi julgada.

 
voz (de cima.)

Salvou-se.

 
MEPHISTOPHELES (a Fausto.)

Vem comigo!

 
(Desapparece com Fausto.)
 
UMA VOZ (do interior, esmorecendo.)

Henrique, Henrique!

 
 
FIM