Página:Horto (1910).djvu/230

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Versos do Povo
I

Responde-me, ó jurity,
Ao que te vou perguntar:
Por que é que o Dia sorri
E a Noite vive a chorar?

II

Não sabes? N’um sonho brando,
O Dia ri quando quer;
E a Noite vive chorando,
Somente porque é mulher.

III

Quando eu nasci, no telhado,
Uma coruja cantou...
Dizia a chorar: coitado!
Um anjo do Céo voou.