Página:Horto (1910).djvu/234

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


XVI

Lá vai uma mãi em prantos
Atraz da filha querida...
Ah! ela não sabe quantos
Desgostos lhe guarda a vida!

XVII

Morrer pequenina ainda,
Levando as azas de um véo,
Não vale mais que ser linda
Como as estrellas do Céo?

XVIII

Brancos estão meus cabellos...
Ó Dor, onde é que me levas?
Ai! noites de pesadelos,
Ai! dias cheios de trevas!

XIX

Nas noites de lua cheia,
O Céo parece sonhar...
A Lua é como a sereia
Boiando dentro do Mar.