Página:Horto (1910).djvu/249

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
SAUDAÇÃO
Á meu irmão Henrique, no dia de seus annos.

E’ chegado emfim o dia
Das harmonias do lar,
Nos rostos vê-se a alegria
De corações a saltar.
Nos labios meigo sorriso,
Vindo lá do Paraiso
Em effluvios divinaes;
Como nuvens perfumosas
Derramando sobre as rosas
Os orvalhos matinaes.

Não vês, meu irmão, que festa
Que saudosa embriaguez
Nos mandam lá da floresta
As flores por sua vez?
Parece que a natureza
Ostenta com mais belleza
As suas graças gentis...