Página:Ideologia-californiana revisado1.pdf/21

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

linha da luta pela libertação social. Apesar do arrebatado envolvimento político e comercial na construção da “superestrada da informação”, a ágora eletrônica vai inevitavelmente triunfar sobre seus inimigos corporativos e burocráticos[1].

Por outro lado, outros ideólogos da costa oeste abraçaram a ideologia laissez-faire de seu ex-inimigo conservador. Por exemplo, a revista Wired — a bíblia mensal da “classe virtual” - reproduziu acriticamente os pontos de vista de Newt Gingrich, o líderVer a efusiva entrevista com os Tofflers em SCHWARTZ, Peter. Shock Wave (Anti) Warrior. Wired, Nov. 1993; e, sobre a ambigüidade característica da revista a respeito do programa político reacionário do Presidente da Câmara, ver a entrevista adequadamente titulada com Newt Gingrich em DYSON, Esther. Friend and Foe. Wired, Ago., 1995. republicano de extrema-direita da Câmara dos Deputados, e dos Tofflers, que são seus conselheiros íntimos[2]. Ignorando suas políticas de cortes nos gastos sociais, a revista fica hipnotizada pelo seu entusiasmo quanto às possibilidades libertárias oferecidas pelas novas tecnologias da informação. No entanto, apesar de eles emprestarem o determinismo tecnológico de McLuhan, Gingrich e os Tofflers não são defensores da ágora eletrônica. Ao contrário, eles afirmam que a convergência da mídia, computação e telecomunicações vai produzir um mercado eletrônico: “no ciberespaço (...), mercado após mercado está sendo transformado pelo progresso tecnológico de um “monopólio natural” para um em que a competição é a regra”[3].


21

  1. Ver RHEINGOLD, Howard. Virtual Communities. London: Secker & Warburg, 1994; e suas páginas na Internet. (http://www.rheingold.com)
  2. Ver a efusiva entrevista com os Tofflers em SCHWARTZ, Peter. Shock Wave (Anti) Warrior Wired, Nov, 1993; e, sobre a ambigüidade característica da revista a respeito do programa político reacionário do Presidente da Câmara, ver a entrevista adequadamente titulada com Newt Gingrich em DYSON, Esther. Friend and Foe. Wired, Ago., 1995.
  3. THE PROGRESS and Freedom Foundation. Cyberspace and the American Dream: a magna carta for the knowledge age. p.5.