Página:La Nature, 1875, S1.djvu/360

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O TRÂNSITO DE VÊNUS

Resultados das expedições francesas.

As diferentes missões astronômicas enviadas pelos corpos instruídos das várias nações do mundo para observar o trânsito do planeta Vênus em frente à estrela do dia cumpriram seu trabalho. Alguns foram favorecidos pelo céu e foram capazes de tirar suas medidas em uma atmosfera calma e pura. Outros tiveram um céu nublado sobre suas cabeças, o que só lhes permitiu observar o sol em tempo hábil durante intervalos de céu claro. Outros, ainda menos afortunados, se viram naquele dia sob um céu completamente encoberto, e até mesmo no meio de chuvas e tempestades. Mas, em suma, dois terços das estações foram bem sucedidas e, sobretudo graças à fotografia, conseguiram alcançar o objetivo de seu estabelecimento.

Lembramo-nos que as missões francesas eram seis, metade em cada hemisfério. Mencionamos em um artigo anterior os dezessete observadores enviados às diferentes estações.

Antes de chegar a Yokohama, o Sr. e a Sra. Janssen quase foram vítimas de um terrível tufão. Nossos leitores sabem que, por um momento, tivemos grandes preocupações sobre sua situação.

Revolver photographique de M. Janssen 2.jpg
Fig 1.Fig 2.Fig. 3

Aparelho fotográfico do Sr. Janssen (revólver).

Fig 1. Placa Fotográfica P. — Fig 2. Corte e perfil. — Fig 3. Detalhe das peças separadas.

Assim que chegou, o Sr. Janssen rapidamente se instalou e recomeçou os testes que já havia feito em Paris no verão passado para a observação precisa dos contatos e da fotografia do trânsito. O dia 8 de dezembro amanheceu, não absolutamente radiante, pois havia muitas nuvens no céu, mas finalmente cheio de esperança pelo o resultado da viagem. De fato, a observação da passagem foi completa, e aqui estão os dois primeiros telegramas que o Sr. Janssen imediatamente enviou à França.

1º «Trânsito observado e contatos obtidos. Lindas imagens com o telescópio sem ligamentos. Vênus observada na corona solar. Fotografias e chapas. Nuvens em intervalos.»

«Dois membros da missão fizeram a observação com sucesso em Kobe.»

2º «Telegrama enviado ontem, passagem observada em Nagasaki e Kobe, contatos internos sem ligamentos com revólver fotográfico, algumas nuvens durante o trânsito. Vênus observado na coroa antes do contato, dando uma demonstração da existência da atmosfera coronal!»

Esta observação do trânsito Vênus em frente à coroa solar que envolve a estrela do dia e que só é visível durante os eclipses solares totais é muito importante, pois prova definitivamente que esta coroa não é devida a um efeito de refração na atmosfera da Terra, mas pertence ao próprio sol. O engenhoso astrônomo já havia se preparado para isso no ano passado. Ele teve sucesso, e ele é o único que o fez.

O despacho que acabamos de reproduzir fala sobre o revólver fotográfico. O que é esse novo dispositivo, cujo nome talvez lembre um pouco da arte desastrosa e brutal da balística. Este instrumento,