Página:Obras de Manoel Antonio Alvares de Azevedo v1.djvu/359

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
— 349 —




O auctor parecia querer completar estes hymnos. Tendo-lhes dado de principio esta mesma denominação, dividira-os em — 1ª noite, 2ª noite, etc, cada uma sob titulo diverso. Quatro havia elle feito: um não se achava de modo a ser publicado, e de outro — A tempestade — apenas pudémos aproveitar a primeira parte, pelo que lhe puzémos a nota de — fragmento. — Ao depois, fez elle uma como que introducção, que marcava e fazia esperar sete cantos ou noites com uma especie de fecho, dando a esse complexo de poesias o titulo de — Threnos — e dedicando-os ao Sr. José Bonifacio de Andrada e Silva. Entretanto, não podendo aproveitar estes versos, assentámos em publicar essas poesias com os titulos pelo auctor dados, e sob a denominação complexa e primeira de Hymnos do Propheta.






As duas estancias


Só levo uma saudade — é dessas sombras
Que eu sentia velar nas noites minhas...
De ti, ó minha mãe, pobre coitada
Que por minha tristeza te definhas!