Página:Obras de Manoel Antonio Alvares de Azevedo v2.djvu/215

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


reforçasse. Nesse tempo divertia-me em atirar pedras no despenhadeiro e contar os saltos que davam.

O Desconhecido: É um divertimento agradável.

Macário: Nem mais nem menos que cuspir num poço, matar moscas, ou olhar para a fumaça de um cachimbo A minha mala (Chega à janela). Ó mulher da casa! olá! o de casa!

Uma voz (de fora): Senhor!

Macário: Desate a mala de meu burro e traga-m'a aqui .

A voz: O burro?

Macário: A mala, burro!

A voz: A mala com o burro?

Macário: Amarra a mala nas tuas costas e amarra o burro na cerca.

A voz: O senhor é o moço que chegou primeiro?