Página:Obras de Manoel Antonio Alvares de Azevedo v3.djvu/78

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


RELOGIOS E BEIJOS


— TRADUZIDO DE HENRIQUE HEINE

Quem os relogios inventou? De certo
Algum homem sombrio e friorento.
Numa noite de inverno tristemente
Sentado na lareira elle seismava
Ouvindo os ratos a roer na alcova
E o palpitar monotono do pulso.

Quem o beijo inventou? Foi labio ardente,
Foi bocca venturosa, que vivia