Página:Obras poeticas de Ignacio José de Alvarenga Peixoto (1865).djvu/14

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
– 8 –

Merope de Maffei, ou como o drama original e em verso Ênéas no Lacio, e considerável numero de poesias ligeiras, tudo consumirão, e para sempre, a incuria de seus juizes e a desgraça de seus descendentes! E o poeta que deveria apresentar-se rico e opulento aos olhos da posteridade, eil-o ahi apenas recommendado pela tradição das composições que fez, e pelas diminutas producções que nos restão, bellas reliquias de sua malfadada musa:

Farpados restos do traquete roto! (1)

Vinte sonetos, duas lyras, tres odes incompletas, uma cantata, a que deu o titulo de Sonho, e um canto em oitava rima, eis tudo quanto pude colleccionar de tão distincto poeta!... A maior parte dessas obras já se acha impressa, mas é a primeira vez que ellas apparecem colleccionadas e no maior numero possível.É tambem nova a biographia do autor, baseada em documentos historicos que ahi vão na sua integra, e que differe muito das publicadas até aqui. Ha pois sempre alguma novidade n’este livro, que vem buscar o seu lugar de honra na Brasilia de par em par com os volumes já impressos de T. A. Gonzaga e M. I. da Silva Alvarenga.

Colligindo estas e outras obras de nossos autores mais ou menos afamados, tenho tido todo o cuidado em examinar a maneira por que forão publicadas, quando e por quem, declarando igualmente como obtive as composições inéditas. Ha n’isso pelo menos a vantagem de mostrar a sinceridade e lisura com que trabalho.