Página:Pacotilha poetica.pdf/117

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
113
tarde ou nunca?


HOMENS

8 Tarde e com moça pobre,
  Que ha pouco na procissão
  Levada era como um anjo,
  Sendo ella um diabão.

9 Num baile deveis achar
  Quem vos fará mui feliz;
  Amigo, não percais bailes,
  A cousa está por um triz!

10 Senhor, o vosso destino
  Não póde ser dos melhores;
  Ficareis sempre solteiro,
  Também não é dos peiores.

11 Nunca; que as moças já sabem
  Que vós sois um bandoleiro,
  Com coração de estalagem,
  E a inconstancia por caixeiro.

12 Nunca... Oh! que o homem chora
  Mas o que fazer-se ha de?
  Amigo, tendes remedio,
  Deixai tudo, ide ser frade.

Pacotilha poetica typographic ornament 42.png
pag.8