Página:Pacotilha poetica.pdf/271

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
267
no Rio de Janeiro


52 Oh! que havia de dizer
     Que o mundo tocava o fim,
     Vendo tudo tão mudado
     Para elle e para mim!

53 Antigamente um rapaz
     Estudava e estudava,
     Té que no estudo de velho
     Se barbava... oh se barbava!

54 Hoje um dedo-de latim
     E tres dedos de direito
     Estuda uma criança, e logo
     Um sabichão está feito!

55 Cabala e sahe deputado
     E faz logo opposição,
     Brilha, pasma, encanta tudo
     Até ganhar posição.

56 Todo o mundo quer ser nobre,
     Tudo aspira a figurão;
     Com uma folha de papel
     Faz-se de pressa um barão.

57 Eil-o já tão repimpado
     Em a sua carruagem!
     Anda a quatro, e eu a dois,
     Sobre mim tem tal vantagem!