Página:Ultimos Sonetos.pdf/67

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


A HARPA


Prende, arrebata, enléva, attráe, consóla
A harpa tangida por convulsos dêdos ;
Vivem n'ella mysterios e segrêdos,
É berceuse, é ballaua, é barcarolà.

Harmonia nervosa que desóla,
Vento nocturno d'entre os arvoredos
A erguer phantasmas e secrétos medos;
Nas suas córdas um soluço róla...