Pacotilha poetica/Quem presente lhe ama ou lhe aborrece

Wikisource, a biblioteca livre
< Pacotilha poetica
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pacotilha poetica
Quem presente lhe ama ou lhe aborrece


SENHORAS

2 Ninguem aqui tem razão
  Para odio vos votar;
  Mas ha quem saiba em segredo
  Puro amor vos tributar.

3 Aqui está quem vos ama;
  Tem a mão posta no rosto:
  O homem morre de amores,
  O tolo não tem máo gosto.

4 Ha aqui quem vos deixe
  Pelo bem que já vos quiz;
  Tem razão, que o desprezado
  Tem-se em conta de infeliz.

5 Não ha; aqui igualmente
  Sois por todos estimada;
  Mas está daqui distante
  Esse por quem sois amada.

6 Tem bigode; é moço claro,
  E no vosso amor tem fé;
  Cavalleiro tão constante
  Vós assaz sabeis quem é!

7 Ama-vos um certo moço
  Que por vós, suspira assaz;
  E' um velho, que por velho
  Só suspira por detrás!

HOMENS

2 Se eu soubera, vos dissera,
  Mas não sei, dizer não posso;
  Se ha odio aqui — todo é della,
  Se ha amor — todo é vosso.

3 Sois amado e aborrecido!
  Amado por uma velha,
  Aborrecido por uma moça
  Que co'um anjo se assemelha.

4 Aborrecido! E essa é boa,
  Já estais admirado?
  Quem desdenha quer comprar,
  Sois em tudo afortunado!

5 Amado! Porém é pena,
  Que tanto não mereceis,
  Que afóra velhas amantes,
  Só novatas contais seis!

6 Adeus minhas encommendas!
  E poderei tal dizer?
  Quem vos ama é um peixão
  Que vos finge aborrecer.

7 Todos vos amam, senhor,
  E todas vos aborrecem;
  Os homens pouco se importam,
  As moças bem vos conhecem.

SENHORAS

8 Ama-vos o novo amante,
  E o velho vos aborrece:
  Quem faz o que vós fizestes
  Isso mesmo é que merece.

9 Sois amada de um sujeito
  Mas tendes uma rival;
  E' essa que junto a vós
  Se mostra tão jovial.

10 Sois trahida do cadete
  Que ha pouco vos escreveu;
  Más consolai-vos, que o moço
  Por certo o siso perdeu.

11 Todos que aqui se acham
  Por certo estima vos tem,
  E se sois aborrecida
  Sois só por um certo alguem!

12 Quem vos póde aborrecer
  Por certo aqui não está;
  Fostes perjura, senhora,
  E elle se vingará!

HOMENS

8 A mãi, que é velha, aborrece
  Vosso genio jovial;
  Porém a filha vos vota
  Amor que não tem igual!

9 Aqui ninguem ha que possa
  Vos amar a não ser ella...
  Para páo de cabelleira...
  Porém isso é bagatella!

10 As moças vos amam muito
  Pela fama verdadeira
  De que servis aos amantes
  Para páo de cabelleira.

11 Sois amado e aborrecido,
  Que é isso ordem do mundo;
  Mas uma certa menina
  Lá vos tem amor profundo.

12 Amado não sois, senhor;
  Aborrecido, isso sim,
  Que todo o mundo detesta
  Vossas massadas sem fim!