Pacotilha poetica/Se deve ir a bailes mascarados

Wikisource, a biblioteca livre
< Pacotilha poetica
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pacotilha poetica
Se deve ir a bailes mascarados


SENHORAS

2 Sim, deveis, vestida á turca,
  Que um Turco lá achareis,
  E com elle a noite inteira
  A mazurka dansareis.

3 Não; e nunca mascarada,
  Porque sois muito formosa,
  Nem s'esconde entre as mais flores
  A cheirosa e linda rosa.

4 Sim, porque não sendo bella,
  Bella masc'ra tomareis,
  E assim em vossa vida
  Por formosa passareis.

5 Não é segredo o motivo,
  Mas um dia vos direi;
  Que por agora em silencio
  Eu comvosco ficarei.

6 Quer lá vades ou quer não,
  P'ra vós o mesmo será;
  Nem elle, nem elle mesmo
  Sequer vos conhecerá.

7 Sim, que o baile mascarado
  Não é só para rapazes;
  Deixai que falem praguentos,
  Lá vão moças mui capazes.

HOMENS

2 Sim, senhor, meu senhorzinho,
  Porém lá não namoreis,
  Que o pai não gosta de graças,
  E bem mal vos sahireis.

3 Ide; vestido de moça,
  Certo velho encontrareis,
  E apaixonado por elle,
  Lá debalde ficareis.

4 Para que? Não tendes graça,
  Vossa voz é conhecida,
  E vossa figura toda
  Será lá reconhecida.

5 Ide; e dizei á mocinha
  Bellas phrases de ternura,
  Mas sentido na sahida
  Com alguma desventura.

6 Não; porque certa menina
  Espera tomar vingança
  Das gracinhas que disserdes
  A um velho Sancho-Pança.

7 Vestido de negro ide,
  E ide dar mil recados
  A essa que namorais,
  Tendo tantos namorados.

SENHORAS

8 Deveis ir, e trazei tudo
  Em intrigas transformado,
  Mas talvez que vos percais
  No encontro com o amado!

9 Ide; sabeis intrigar,
  Sabeis sorpresas urdir,
  E' o que basta n'um baile,
  Onde vamos para rir.

10 De mascara não digo sim,
  Sem mascara não digo não;
  Lá vereis desmascarado
  A quem tendes affeição.

11 Não, e sim; comprehendei-me
  Que eu cá vos comprehendi!
  Ide, senhora, que a elle,
  Que vos siga já pedi.

12 Que irieis lá fazer, senhora,
  Vós que sois desengraçada?
  Ouvir dizerem-vos graças
  E ficardes bem calada?

HOMENS

8 O vosso todo já é
  De um mascarado elegante,
  Que nem a mais feia moça
  Vos pretende por amante.

9 Quereis mascara? pois ide
  Com essa mesma careta,
  Emendai o nariz apenas,
  E ficareis um cometa.

10 Oh! e que bello palhaço
  Que sois vós, fazendo rir!
  E ella que tambem vai,
  Quer tambem lá vos ouvir!

11 Vestido de nullidade,
  Ou se inda quereis mais bello,
  Ide alugar, meu amigo,
  Uma pelle de camello.

12 Ide a todos, mascarado,
  A não serdes conhecido,
  Pois por vossas bellas graças
  Sois comtudo aborrecido.