Pois minha senhor me manda

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pois minha senhor me manda
por Roi Queimado


Pois minha senhor me manda
que non vaa, u ela seer,
quero-lho eu por én fazer
pois mo ela assí demanda.
Mais non me pod'ela tolher por én
que lh'eu non queira gran ben.

Minha senhor me defende,
por quanto eu dela vejo,
que non vaa u ela entende
que eu filho gran desejo.
Mais non pod'ela por ende o meu
coraçón partir do seu.

E por quanto eu dela entendo
que non quer que a máis veja,
ben me praz que assí seja;
mais vai-se meu mal sabendo,
ca os meus olhos me queren matar,
quando lha non vou mostrar.