Porque me naõ ves Ioãna

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Porque me naõ ves Ioãna
por Anónimo
Vilancico renascentista português presente no Cancioneiro de Elvas.


Porq̃ me naõ ves Ioãna,
pois sabes q̃ meu desejo,
crece quãdo naõ te vejo.

Crece s'estou na cidade,
E naõ me deixa no mato,
Naõ sei donde me resguarde,
E de tudo me recato.

Naõ me custa tam barato
O dia q̃ naõ te vejo,
Que naõ morra de desejo.