Salve, Celeste Pombinha

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Salve Rainha a Virgem Santíssima
por Gregório de Matos
Poema agrupado posteriormente e publicado em Crônica do Viver Baiano SeiscentistaOs Homens BonsPessoas Muito Principais

Salve, Celeste Pombinha,
Salve, divina Beleza,
Salve, dos Anjos Princesa,
e dos céus, Salve Rainha.
  
Sois graça, luz, e concórdia
entre os maiores horrores,
sois guia de pecadores,
Madre de Misericórdia
  
Sois divina Formosura,
sois entre as sombras da morte
o mais favorável Norte,
e sois da vida Doçura
  
Sois a peregrina Ave,
pois minha fé vos alcança
sois pois ditosa esperança
Esperança nossa Salve
  
Vosso favor invocamos
como remédio mais raro,
não nos falte vosso amparo,
e vede, que a vós bradamos
  
Os da Pátria desterrados
viver na pátria desejam;
quereis vós, que dela sejam
deste mundo os degradados?
  
De Jesus tanto agrado leva
de com os homens viver,
nós somos, bem podeis ver,
os mesmos Filhos de Eva.
  
Humildes vos invocamos
com rogos enternecidos,
e desse amparo rendidos,
Senhora, a vós supiramos.
  
Se Deus nos perdoa, quando
a nossa culpa é chorada,
estamos por ser perdoada
aqui gemendo, e chorando.
  
Mas vós, por quem mais se vale,
Lírio do Vale, chorais,
e o vosso pranto val mais
neste de Lágrimas Vale
  
Já que tão piedosa sois
não tardeis com vosso rogo,
alcançai o perdão logo,
apressai-vos eia pois.
  
Porque desde agora possa
triunfar qualquer de nós
de inimigo tão atroz
pedi advogada nossa.
  
E enquanto nestes abrolhos
do mundo postos estamos,
de nós, que o caminho erramos
não tireis os vossos olhos.
  
Sejam sempre piedosos
para nos favorecer,
e para nos socorrer
sejam misericordiosos.
  
Favorecer-nos quereia,
de vossos olhos co'a guia,
gloriosa Virgem Maria
sempre eles a nós volvéi.
  
Livrai-nos de todo erro
para que assim consigamos
graça enquanto aqui andamos
e depois deste desterro
  
Pois vosso Filho é a luz
e alumiar-nos quereis,
para que esta mostreis
nos amostrai a Jesus.
  
E se como raio bruto
o fruto vemos vedado
noutro paraíso dado
veremos o bento Fruto.
  
Em nossos corações entre
seu amor, pois é razão,
seja meu de coração,
o que foi do vosso ventre
  
De Jericó melhor Rosa,
puro, e cândido Jasmim,
quereis vós, que seja assim
ó clemente, ó piedosa.
  
Tenhamos esta alegria,
esta doçura tenhamos,
pois que tanta em vós achamos,
ó doce Virgem Maria
  
Pois quem mais pode, sois vós,
chegando a Deus a pedir
para melhor vos ouvir,
pedi, e rogai por nós.
  
Que então os favores seus
muito melhor seguramos,
pois que neles empenhamos
a Santa Madre de Deus.
  
Fazei-nos sempres benignos
entre deste mundo os sustos
para que sejamos justos,
para que sejamos dignos.
  
E se nos concedeis isto,
que vos pede o nosso rogo
mui dignos nos fareis logo
ser das promessas de Cristo
  
Seja pois, divina luz,
melhor Estrela, assim seja
para que por nós se veja
Vosso amparo. Amém Jesus