Señora bem poderey

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Señora bem poderey
por Anónimo
Cantiga renascentista portuguesa presente no Cancioneiro de Elvas.


Señora bem poderey,
perder a vida q̃ viuo,
mas de ſer voſso catiuo,
nẽ morto me mudarey.

Todas as couſas tem fim
E na morte saõ iguais
Mas cuidados immortais
Naceram só para mim.

A elles me sojiguey
E a voſso poder altiuo
Tanto q̃ se peno viuo
Morto mais penas terey.