Se eu moiro, ben'o busquei!

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

por Joan Lopez d'Ulhoa


Se eu moiro, ben'o busquei!
Porque eu tal senhor filhei:
ũa dona de que já sei
que nunca posso bem haver!
E sempre lh'eu gram bem querrei:
       e dereit'é d'assi morrer.
  
De que m'eu podera quitar,
se m'ende soubesse guardar;
mais havia de lhe falar
gram sabor e de a veer!
E tornou-se-m'em gram pesar:
       e dereit'é d'assi morrer.
  
U a primeiramente vi
mui fremosa, se eu dali
fugiss'e nom ar tornass'i,
assi podera mais viver!
Mas nom cuidei que foss'assi:
       e dereit'é d'assi morrer.
  
Quando a filhei por senhor,
nom me mostrava desamor,
e ora muit'há gram sabor
de mia morte cedo saber,
porque fui seu entendedor:
       e dereit'é d'assi morrer.
  
E veerá mui gram prazer,