Supplicio amado

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Supplicio amado
por Ernesto Pires
Poema publicado em Camões e o amor.

Esta obra há sido completamente validado.

Com oiro fino e pedras recamado,
Outr'ora um rei de Hungria deu o throno,
Para dormir um passageiro somno
D'uma donsella no regaço amado.

Ao ver o rei assim apaixonado
Sorria a corte com sinistro entono!
Neto de heroes vencido... ao abandono...
——Ai, quem em tal houvera então pensado.

Se fôra rei daria o throno, a gloria,
A c'roa, o manto, a fama, a patria, a historia,
O paço, as cortesãs e o sceptro bello,

Não por dormir um somno d'innocencia
No teu regaço, em morbida indolencia,
Mas para me enforcar no teu cabello.