Testamento de José Bonifácio

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
(Testamento de José Bonifácio)
por José Bonifácio
Testamento do Patriarca da Independência, escrito em 1843 e abrigado no Arquivo Nacional.
Em Nome de Deos: Amen.

Eu Jose Bonifacio d'Andrada e Silva, estando em meu perfeito juizo, e não sabendo o termo de minha existencia, fiz este testamento, como minha ultima vontade, e he da maneira seguinte =

Sou natural da Provincia de S. Paulo, deste Imperio do Brazil, nascido e baptizado na Villa de S.tos, filho legitimo do Cor.el Bonifacio J.e Ribr.o d'Andrada com D. Maria Barbara da S.a, ambos ao fazer d'este ja falescidos.

Fui casado com a D. Narcisa Emilia Oleary d'Andrada, ja falescida, de q.m tive duas filhas, a saber: D. Carlota Emilia d'Andrada casada com o Alexandre Antonio Vandelle; e D. Gabriella Frederica Ribr.o d'Andrada casada com o Conselhr.o Martim Fran.co Ribr. d'Andrada.

Declaro mais, q. tenho outra filha natural, chamada D. Narcisa Candida d'Andrada, a q.m sempre reconheci e criei como minha verdadeira filha, e se acha legalm.te legitimada.

Nomeio p.r meu testamentr.o em primr.o lugar ao Dezemb.or Fran.co de França Miranda — Em 2.º lugar a meu Ir. Martim Fran.co Ribr.o de Andrada — Em 3.º lugar ao Bd.o Luiz da Veiga Cabral, aos quais hei p.r abonados indepindente da prestação de fiança algua.

Nomeio p.a Tutor, e Curador de m.a filha D. Narcisa Candida d'Andrada a meu prezado Ir. Martim Fran.co Ribr.o d'Andrada a q.m peço, q.e em q.to esta m.a f.a não tomar estado, a não separe da comp.a de sua tia D. Maria Amalia Nebeas, em attenção ao amor de May com q.e a tem tractado, serviços q.e lhe tem prestado, e confiança q.e nella faço.

O meu corpo será sem pompa sepultado na Igr.a aonde ultimam.te me tiver dado a rol, e o respectivo Parocho Página:Testamento de José Bonifácio de Andrada e Silva.pdf/2 Página:Testamento de José Bonifácio de Andrada e Silva.pdf/3 Página:Testamento de José Bonifácio de Andrada e Silva.pdf/4 Página:Testamento de José Bonifácio de Andrada e Silva.pdf/5