Vida de Antônio Rodrigues Ferreira/IX

Wikisource, a biblioteca livre
< Vida de Antônio Rodrigues Ferreira
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vida de Antônio Rodrigues Ferreira por Paulino Nogueira
Seção IX


IX

Em grande parte seu extraordinario valimento provinha da inexcedivel abnegação em todos os seos actos.

Raros poderião dizer como elle: « Sou demais conhecido, não vivo, nem tenho familia que pretenda viver á custa da nação; nunca percebi um só sceitil que não fosse por meio de minha profissão; nunca tive a fofa pretensão de querer figurar na scena politica; portanto, não sou ganhador, sou devotado a meo partido por principios e sympathias, tenho consciencia de lhe ter prestado todo apoio que me tem sido possível, com a melhor boa fé e lealdade » [1].

A’ excepção de 6.º supplente do delegado de policia, do mandato de vereador e presidente da Camara da Capital, teve a patente de tenente coronel do batalhão de reserva da Capital[2], e o habito de Christo por occasião do anniverario natalicio de S. Magestade o Imperador![3].

Era esse o seo maior brasão, mas não a sua inexpugnável fortaleza.

Toda esta provinha principalmente da sua snperioridade natural. O mais era simples accessorio.

A medida do valor dos homens, diz Ruy Barbosa, não é aritimetica, senão moral: está na personalidade, a qual se aprecia menos pelas acções do que pela influencia. Diz-se que os que escutavam a palavra de Chatam sentiam haver alguma cousa mais bella no homem do que as mais bellas cousas que elle fallava. O’ Ióle, como atinaste que Hercules era Deus? Porque era fital-o e sentir-me feliz. Quando eu encontrava Theséu, queria vel-o dar batalha ou guiar o carro impetuoso; mas Hercules não demandava confronto, conquistava, apparecendo. São assim as almas de eleição: suas victorias

dão-se por demonstração de superioridade, não por cruzar de bayonetas; triumpham, porque a sua chagada altera a face dos acontecimentos[4].

Outros poderiam ter os mesmos serviços, os mesmos merecimentos, e até mesmo melhores dotes physicos[5], mas não conquistariam as mesmas victorias, si lhes faltasse essa superior iniciativa.

Aconteceria a elles o mesmo que áquelle heróe de que falla Voltaire, na sua Henriada, brilhando na rataguarda, mas eclipsando-se na vanguarda:—

Tel brille au second rang
Qui s'eclipse au primier.

Fazião-no até grande e respeitado, o que muitos é motivo de profundos desgostos, — certos ímpetos de colara com que costumava castigar os defeitos dos amigos; porque todos afinal reconheciam que esse não era o fundo do seo caracter, aliás naturalmente doce e amavel até para com as proprias crianças só irascivel por amor do bem e do proximo.

Seria defeito de temperamento?

Não sei dizer qual é mais sacrosanto exemplo,
Se Christo quando chama a si os pequeninos,
Se, quando incendiado em impetos divinos,
Expulsa e azorraga os vendilhões do templo.[6]

Mas chefes de partido ha, diz, José de Alencar, que no interesse de sua ambição, servem-se do talento prostituido de um insigne tratante, com quem se atrelam e convivem

na maior familiaridade, como amigos e compadres

. Pensam elles que mais tarde, quando deitarem fóra esse torpe instrumento, podem lavar a mão que o manejou; mas enganam-se que essa lepra moral da corrupção não ha lexivia que lhe apague a macula[7].

Semelhante conceito, aliás justissimo, jamais poderá attingir a Ferreira.

De certo que um partido politico não é, não pode ser como a impossivel Republica de Platão, toda composta de bons; mas nessa dura contigencia mesma de lidar com gente peior, nem a propria maledicencia chegou a attribuir-lhe familiaridade com quem não estivesse muito na altura de merecel-a.

E estes eram raros.

Todos os mais guardavam-lhe respeitosa distancia, que nunca ousavam transpór.

Co-religionarios de elevada posição, serviços e merecimentos, deputados geraes mesmos, vião-se muitas vezes descobrir-se quando elle apparecia, e tractal-o com as mais scelectas distinccões.

Era essa uma das provas mais evidentes da sua superioridade natural.

O leão não é o rei dos animaes porque seja o mais feroz; nenhum ao contrario mais generoso.

E’ porque deve sel-o; é porque, si não fosse, seria universalmente acclamado; é porque, si não quizesse, abrigariam-no unanimemente a acceital-o.

Ferreira tinha plena consciencia de si, e os que os cercavam ainda conhecião melhor o seo valor.


  1. Pedro II cit. 1138 de 18 de Junho de 1852
  2. Nomeado por Dec. de 17 de Setembro de 1852.
  3. Nomeado por Dec. de 2 de Dezembro de 1854.
  4. “Discurso funebre” áo Senador J. Bonifacio.
  5. Ferreira era feio: um pouco baixo, magro, moreno, narigudo, caballo quasi a escovinha, trajava mal, e era inseparavel de uma luneta de ouro que não tirava do olho direito, e o afeiava ainda mais. Era tambem um tanto fanhoso como Gambeta ou J. de Alencar.
  6. Guerra Junqueiro, “A morte de D João, Introdução,” Pag. 34
  7. “Guerra dos Mascates,” Vol. 2. Pag. 143.