Página:A Patria Brazileira.djvu/44

Wikisource, a biblioteca livre
Ir para: navegação, pesquisa

— 28 —


10. Ceará, com 40 léguas, a António Cardoso de Barros;

ii.a Parahyba do Sul, com 30 léguas, extendendo-se em parte dos actuaes Estados do Rio de Janeiro e Espirito Santo, a Pêro Gomes da Silveira;

12. a Bahia de Todos os Santos, com 50 léguas, comprehendendo parte do actual Estado da Bahia e o actual Estado de Sergipe, a Francisco Pereira Goitinho.

Não produzindo o systema colonisador o êxito desejado, tanto mais quanto, distanciados da metrópole, alguns donatários aninhavam idéas de insuhmissão e talvez de independência, resolveu D. João III, em 1549, estabelecer um Governo Geral, directamente subordinado a Portugal. Era seu intento manifesto a concentração da auctoridade.

Foi Thomé de Souza o primeiro Governador nomeado, e, portanto, o primeiro homem que dirigiu directamente os destinos do Brazil.

Pretendendo-se mais tarde- dar maior desenvolvimento á colónia e tornar a acção administrativa mais prompta e eíRcaz no vasto território, foi o Brazil dividido em dois Governos Geraes — norte e sul —, este com sede no Rio de Janeiro, cidade fundada por Mem de Sá, conservando-se a daquelle na Bahia, fundada por Thomé de Souza.

Divergências e attritos administrativos entre os dois Governadores, determinaram, porém, em 1577, a reunião dos dois Governos em um só, sendo nomeado Lourenço da Veiga para o novo posto.

Três annos mais tarde, por morte de D. Sebastião, na Africa, acclamado Philippe 11, da Hespanha, Rei de Portugal, com este passou o Brazil para o dominio hespanhol.

O primeiro Governador Geral nomeado pela Hespanha foi Manoel Telles Barretto, que tomou posse do cargo em Maio de 1583.