Ó morte, por que não vens

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
(Ó morte, por que não vens)
Quadra de tradição popular coletada por João Simões Lopes Neto
Poema agrupado posteriormente e publicado em Cancioneiro Guasca .


Ó morte, por que não vens
Parar meus dias fatais?...
Vivendo, vivo penando
Morrendo, não peno mais!