Ao botar o pé no estribo

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Ao botar o pé no estribo,
Meu cavalo estremeceu;
- Adeus, morena que ficas,
Quem vai-se embora sou eu!