Castelo Forte é o Nosso Deus

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Castelo Forte é o Nosso Deus
por Martinho Lutero, traduzido por Jacob Eduardo von Hafe
Versão em língua portuguesa feita em 1886 por Jacob Eduardo von Hafe, a partir da versão em língua espanhola de Juan Bautista Cabrera Ibarz (1837-1916). [1]


Existe na Wikipédia um artigo relacionado com Ein feste Burg ist unser Gott.

Castelo forte é nosso Deus,
Espada e bom escudo!
Com seu poder defende os seus
Em todo transe agudo.
Com fúria pertinaz
Persegue Satanás
Com ânimo cruel!
Mui forte é o Deus fiel,
Igual não há na terra.
 
A força do homem nada faz,
Sozinho está perdido!
Mas nosso Deus socorro traz
Em seu Filho escolhido.
Sabeis quem é? Jesus,
O que venceu na cruz,
Senhor dos altos céus,
E sendo o próprio Deus,
Triunfa na batalha.
 
Se nos quisessem devorar
Demônios não contados,
Não nos iriam derrotar
Nem ver-nos assustados.
O príncipe do mal,
Com seu plano infernal,
Já condenado está!
Vencido cairá
Por uma só palavra.
 
De Deus o verbo ficará,
Sabemos com certeza,
E nada nos assustará
Com Cristo por defesa!
Se temos de perder
Família, bens, prazer!
Se tudo se acabar
E a morte enfim chegar,
Com ele reinaremos!

Referências[editar]

  1. NOVO cântico: hinário presbiteriano. Disponível em: <http://novocantico.com.br/hino/155/155.xml>. Acesso em: 26 dez. 2014.