Contos Tradicionaes do Povo Portuguez/Lenda da codorniz

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Contos Tradicionaes do Povo Portuguez por Teófilo Braga
217 e 218. Lenda da codorniz


217. LENDA DA CODORNIZ

Quando a Virgem ia de Belem para Nazareth a codorniz levantou o vôo e fez bulha; a Senhora amaldiçoou-a para que não podesse pousar em arvore nenhuma.

(Cabo Verde.)





218. OUTRA

Indo Nossa Senhora a fugir para o Egypto com o seu filho, a codorniz levando o vôo dianteiro gritava: Cá vae! A Senhora vendo que ella a denunciava, condemnou-a a andar rasteira, sem erguer vôo nem sorrir para o sol.

(Açores.)





Notas[editar]

Vid. a Nota às lendas 216 a 227.