Da flor morta não cheira

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Da flor morta não cheira
Aquela que cai no chão;
Quanto mais carinhos faço,
Mais desenganos me dão.