Fabulas de Esopo/O Cão e a Imagem

Wikisource, a biblioteca livre
< Fabulas de Esopo

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fabulas de Esopo por Esopo, traduzido por Manuel Mendes da Vidigueira
O Cão e a Imagem


O Cão e a Imagem.

Buscando de comer o Cão, acertou de achar huma Imagem de homem muito primorosa e bem feita de papelão com côres vivas. Chegou o Cão a cheirar por vêr se era homem que dormia. Depois deo-lhe com o focinho, e vio que se rebolava, e como não quizesse estar queda, nem tomar assento, disse o Cão: Por certo que a cabeça he linda, senão que não tem miolo.

MORALIDADE.

Imagem pintada he o homem ou mulher, que só dos atavios de seu corpo trata, e não procura ornar a alma, que he muito mais preciosa. Notão-se nesta Fabula as pessoas, cujo cuidado todo se emprega em enfeites e côres superfluas, de fóra formosas, mas na cabeça falta miolo, e no processo da vida socego e quietarão.