Fabulas de Esopo/O Leão e o Homem

Wikisource, a biblioteca livre
< Fabulas de Esopo
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fabulas de Esopo por Esopo, traduzido por Manuel Mendes da Vidigueira
O Leão e o Homem


FABULA LXXVII.


O Leão e o Homem.

O homem com o Leão altercavão sobre qual era mais valente. O Homem para provar sua tenção, o levou a hum sepulcro, onde estava de pedra hum homem affogando hum Leão, que tinha debaixo de si. O Leão se rio de vêr isto, dizendo: Se não fôra homem o que isto aqui poz, podera ter algum credito, mas sendo homem he suspeito. Por tanto, deixemos pinturas e provemos isto pelo braço. E logo isto dito estendeo o Homem no chão, e o matou com muita facilidade.


MORALIDADE.


Mostra esta Fabula que he cousa perigosa querer com palavras apparentes contradizer a verdade maciça; porque fazendo-se depois prova, fica a mentira manifesta, e quem a defendia morto e injuriado: que a injuria he no homem digna de se sentir, e achar-se nelle que nega maliciosamente a verdade.

_________