Galeria dos Brasileiros Ilustres/D. Isabel e D. Leopoldina

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Galeria dos Brasileiros Ilustres por S. A. Sisson
D. Isabel e D. Leopoldina


Salve as princesas do brasíleo Império! Mimosos dons de Supernal favor, Salve da pátria as filhas mais prezadas; Seu encanto, esperança, glória, amor!

São do afeto o mais puro doces prendas, Dois tesouros dos pais e da nação; Dos pais augustos, do Brasil que as amam Têm dois tronos de amor no coração.

De inocência e pureza anjos queridos, Brilham na infância cândidas e belas, Como em límpido céu claro e sereno Duas brilhantes, fúlgidas estrelas.

E já em graças mil que os anos crescem Anunciam o sol da mocidade, Como auroras que auguram pulcros dias De imensa esplandecente majestade.

São dos pais e da pátria as mais suaves Esperanças que vão se completando, Como flores que dos botões galantes Já rescendentes vêm desabrochando.

Salve as princesas do brasíleo Império! Mimosos dons de supernal favor; Salve da pátria as filhas mais queridas, Seu encanto, esperança, glória, amor!...

Salve as princesas, que no berço augusto, Inda pra mais fulgor da majestade, Ao som dormiram de ferventes hinos Cantados em louvor da liberdade!

Têm dos pais o exemplo das virtudes, Da pátria têm dedicação e ardor; Salve de Pedro e de Teresa as filhas! Salve as prendas de tão ínclito amor!...

Sempre na vida afortunadas sejam! E hão de sê-lo; que Deus as abençoe: Felizes sempre brilharão viçosas As duas flores de brasílea c’roa!

Sempre, sempre! que em seu destino e vida Terão ditosas por escudos seus O amor dos pais e do Brasil inteiro, E além do amor a proteção de Deus.