João Ferreira de Almeida (1819)/Exodo/II

Wikisource, a biblioteca livre
< João Ferreira de Almeida (1819)‎ | Exodo
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O Segundo Livro de Moyses Chamado Exodo - Capitulo II
por João Ferreira de Almeida


  1. E foise hum varaõ da casa de Levi, e tomou huã filha de Levi.
  2. E a mulher concebeo, e pario hum filho: e vendo o que era formoso, escondeo o tres meses.
  3. Porem naõ o podendo mais esconder, tomou huã arca de juncos, e a abetumou com betume e pez; e pondo’nella ao menino, a pós em os juncos á praya do rio.
  4. E sua irmaã parouse de longe, pera saber o que lhe avia de acontecer.
  5. E a filha de Pharaó deceo a lavarse no rio, e suas donzellas passearaõ pelo borda do rio: e ella vio a arca no meyo dos juncos, e enviou sua criada, e a tomou.
  6. E abrindo a, vio ao menino, e eis que o menino chorava; e moveo se de compaixaõ delle, e disse: Dos meninos dos Hebreos he este.
  7. Entaõ disse sua irmaã á filha de Pharaó: Irei eu a chamar huã ama das Hebreas, que crie a este menino por ti?
  8. E a filha de Pharaó disse lhe, vae te: e foi se a moça, e chamou a mae do menino.
  9. Entaõ lhe disse a filha de Pharaó: Leva este menino, e cria m’o, eu te darei teu salario: e a mulher tomou ao menino, e criou o.
  10. E sendo o menino ja grande, ella o trouxe á filha de Pharaó, a qual o perfilhou; e chamou seu nome Moyses, e disse: Porque das agoas o tenho tirado.
  11. E aconteceo naquelles dias, que sendo Moyses ja grande, sahio a seus irmaõs, e attentou para suas cargas: e vio que hum varaõ Egypcio feria a hum varaõ Hebreo de seus irmaõs.
  12. E olhou á huã e á outra banda, e vendo que ninguem ali avia, ferio ao Egypcio, e escondeo o na area.
  13. E tornou a sair a o dia seguinte, e eis que dous varoês Hebreos contendiaõ: e disse a o injusto; porque feres a teu proximo?
  14. O qual disse: Quem te tem posto a ty por mayoral e juiz sobre nosoutros? dizes isso por me matar, como mataste ao Egypcio? Entaõ temeo Moyses, e disse; certamente este negocio foi descuberto.
  15. Ouvindo pois Pharaó este negocio, procurou matar a Moyses: mas Moyses fugio de diante da face de Pharaó, e habitou na terra de Midian, e assentouse junto a hum poço.
  16. E o Sacerdote de Midian tinha sete filhas, as quaes vieraõ a tirar agoa, e encheraõ as pias, pera abeberar o rebanho de seu pae.
  17. Entaõ vieraõ os pastores, e lançaraõ as d’ali; porem Moyses levantouse e defendeo as, e abeberou seu rebanho.
  18. E vindo ellas a Rehuel seu pae, disse elle: Porque hoje tornastes taõ depressa?
  19. E ellas disseraõ: Hum varaõ Egypcio nós livrou da maõ dos pastores; e tambem nós tirou agoa em abundancia, e abeberou o rebanho.
  20. E disse a suas filhas: E aonde elle está? Porque deixastes ir a este homem? chamae o, paraque coma paõ.
  21. E Moyses consentio em morar com aquelle varaõ: e elle deu a Moyses sua filha Zippora.
  22. A qual pario hum filho, e elle chamou seu nome Gersom; porque disse: Peregrino sou em terra alhea.
  23. E aconteceo despois de muitos destes dias, morrendo el Rey de Egypto, que os filhos de Israel suspiraraõ e clamaraõ por causa da servidaõ: e seu clamor por causa de sua servidaõ subio a Deus.
  24. E ouvio Deus seu gemido, e lembrouse Deus de seu concerto com Abraham, com Isaac, e com Jacob.
  25. E attentou Deus para os filhos de Israel, e conheceo os Deus.