Memória sobre a ilha Terceira/II/V

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Memória sobre a ilha Terceira por Alfredo da Silva Sampaio
Parte II — Árvores de frutos comestíveis


Árvores de frutos comestíveis

I — Árvores de espinho
  1. Laranjeira — Citrus aurantium.
    Encontram-se muitas variedades, sendo a mais estimada a chamada «selecta». A sua cultura ainda há poucos anos era muito extensa, e constituía um importante ramo de indústria pela grande exportação que se fazia anualmente para os mercados ingleses. A grande baixa de preço que a laranja foi obtendo em Inglaterra, e as moléstias que vieram atacar as laranjeiras foram causas da decadência desta cultura, que chegou a estar quase extinta. Atualmente repovoam-se os laranjais e é de crer que em poucos anos a cultura das laranjeiras voltará a figurar como objeto de rendosos proventos.
  2. Tangerineira.
    A cultura das tangerineiras teve a mesma sorte das laranjeiras, e também se pensa em recomeçar o seu plantio.
  3. Limeira — Citrus limetta.
    Encontram-se duas variedades — a «lima-da-pérsia» e a «lima-vulgar».
  4. Limoeiro — Citrus limonium.
    Encontram-se as variedades seguintes — «limão-doce»; «limão-azedo-francês» ou «vulgar; e o «limão-galego».
  5. Cidreira — Citrus medica.
    Encontra-se a «cidra-vulgar» e a «zamboa».
II — Árvores do fruto de caroço
  1. Amendoeira — Amygdalus communis.
    Encontra-se em alguns pomares, mas a sua cultura é pouco extensa.
  2. Ameixieira — Prunus sativa.
    A sua cultura é abundante, e existem algumas variedades tanto branca como preta.
  3. Gingeira — Cerasus vulgaris.
    É de difícil vegetação; contudo existem alguns exemplares.
  4. Damasqueiro — Armenica vulgaris.
    Encontra-se em abundância, e variáveis, havendo tombem o «alperce».
  5. Pessegueiro — Persica vulgaris.
    Vegeta bem na Terceira, especialmente no norte da ilha.
  6. Oliveira — Olea europea.
    A sua cultura é assaz extensa.
III — Frutos em amentilho
  1. Castanheiros — Castanea vesca.
    Vegetam perfeitamente, havendo alguns seculares.
  2. Nogueiras — Juglans regia.
    Existem duas variedades — a «nogueira-comum» e o «nogão».
IV — Frutos de pevide
  1. Macieiras — Malus communis.
    A cultura destas árvores é muito abundante. Encontra-se um variado número de variedades, tanto das que frutificam no verão como das de inverno.
  2. Pereiras — Pyrus communis.
    Encontram-se muitas variedades que vegetam perfeitamente.
  3. Marmeleiros — Cydonia vulgaris.
    Acomodam-se muito bem ao clima e existe grande número de plantas.
  4. Nespereira — Eryobotria japonica.
    Introduzida na Terceira há 40 anos é hoje uma árvore de grande cultura porque os seus frutos, além de serem muito agradáveis, fornecem uma excelente aguardente, cujo fabrico é atualmente um excelente ramo de indústria.
  5. Romãzeiras — Punica granatum.
    Cultivam-se em pequena escala.
  6. Medronheiros — Arbutus unedo.
    Vegetam bem, mas são pouco cultivados.
V — Frutos de baga
  1. Araçá — Psidium araca.
    Perfeitamente aclimatada esta árvore frutífera é hoje muito vulgar. Encontram-se duas variedades, uma de fruto branco e outra de fruto roxo.
  2. Goiabeira — Psidium guajava.
    Planta brasileira aclimatada na Terceira e nos Açores.
  3. Jambeiro — Syzygium jambos.
  4. Anonas, nonas ou coração-de-negro — Asimina triloba. 1
    Vegetam muito bem e frutificam abundantemente.
  5. Dióspiros ou kaki — Diospyros costata. 2
    É de recente introdução e acomoda-se muito bem aos terrenos da Terceira.
  6. Figueiras — Ficus carica.
    A cultura das figueiras faz-se em grande escala por toda a ilha, havendo muitas variedades, quer de frutos de cor verde, quer de preta.

Notas do editor[editar]