Memória sobre a ilha Terceira/III/VI

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Memória sobre a ilha Terceira por Alfredo da Silva Sampaio
Parte III — Peixes


Insetos

1.ª ordem — Coleópteros

Família — Carabice 1. Calosoma azoricum Woll.1 — Godman é de opinião que Drouet classificou erradamente esta espécie com o nome de Calosoma olivieri Dej.2 Encontra-se debaixo das pedras nas quintas, mas é raro. 2. Licinus brevicollis Dej.3 — Encontra-se nas colinas marítimas da Vila da Praia da Vitória e como este inseto também faz parte da fauna do Mediterrâneo, é provável que fosse importado no lastro de algum navio. 3. Pristonychus alatus Woll.4 — Pristonychus alatus segundo Drouet, ou então Pristonychus complanatus Woll., segundo Godman.5 Encontra-se debaixo das pedras e ao pé dos muros. 4. Calathus flavipes (ou fulvipes) Dej.6 — Encontra-se na Terceira, bem como nas demais ilhas dos Açores. 5. Calathus mollis Marsh — Encontra-se debaixo das pedras, e próximo do mar. 6. Anchomenus marginatus Linn. — É muito frequente debaixo das pedras. 7. Anchomenus parumpunctatus Fabr. (ou Agonum parumpunctatum)7 — Encontra-se, como o precedente, debaixo das pedras. 8. Pterostichus nigerrimus Dej.8 — Encontra-se debaixo das pedras; na vizinhança do mar, na Vila da Praia da Vitória. 9. Pterostichus vernalis Panzer — Godman apresenta como espécie fauna Atlântica. Encontra-se Terceira e em todas as outras ilhas dos Açores.


147

10. Amara trivialis Gyl.9 — Este inseto habita não só a Terceira e as outras ilhas dos Açores, mas também se encontra em todo o hemisfério norte. 11. Anisodactylus binotatus Fabr. — Existe na Terceira e em S. Miguel. 12. Harpalus (Pseudophonus) ruficornis Fabr.10 — Vulgarmente «carocho». Encontra-se debaixo das pedras. 13. Harpalus (Ophonus) rotundicollis Fairm.11 — Vulgarmente «carocho». 14. Harpalus distinguendus Dufts. — Vulgarmente «carocho». 15. Stenolophus (Acupalpus) brunnipes Sturm12 — Não é raro na Terceira. Godman considera-o uma variedade negra de Stenolophus dorsalis13, que é comum à Madeira e Canárias e reputa-o também como uma novidade na fauna Atlântica. 16. Stenolophus teutonus Schrank — Existe em toda a ilha. 17. Stenolophus (Acupalpus) luridus Dej.14 — Encontra-se nas costas marítimas da Terceira e Godman aponta-o como novidade na fauna Atlântica. 18. Tachys 4-signatus Dufts. — Existe em toda a ilha, diferindo do que se encontra em S. Miguel e Faial em ser mais polido e mais levemente estriado. 19. Bembidium (Leia) hesperus Crotch15 — É exclusivo dos Açores. Na Terceira é raro e só tem sido visto nos arrojos marítimos na Vila da Praia da Vitória. Família — Gyrinii 20. Gyrinus dejeani Brullé e Woll. — Aparece também em Santa Maria e nas Flores. Família — Hydrophillii 21. Philhydrus lividus Forst. — Encontra-se frequentemente na Terceira, porém Godman considera-o como novidade na fauna Atlântica.


–----------0148

22. Parnus prolifericornis Rossi e Woll. — Habita em toda a ilha. Família —Nitidulariae 23. Nitiduli (Epuroea) obsoleta Fabr. — Encontra-se debaixo das cascas e do lixo. Família — Staphylini 24. Falagria obscura Grav. e Woll.16 — Encontra-se não com muita frequência. 25. Aleochara nitida Grav. e Woll. — Muito abundante nos estrumes. 26. Homalota melanaria17 Sahlb.18 e Woll. — Encontra-se, como o precedente, nas estrumeiras. 27. Ocypus aethiops Waltl.19 (ou Staphylinus hesperus Crotch) — Encontra-se não com muita frequência. 28. Ocypus olens Müll.20 e Woll. — Encontra-se em toda a ilha. 29. Philonthus nigritulus Grav.21 e Woll. — É muito trivial. 30. Xantholinus punctulatus Payk.22 — Encontra-se em toda a ilha. 31. Xantholinus linearis Oliv.23 e Woll. — Como o precedente. 32. Platystethus spinosus Er.24 e Woll. — Encontra-se nos arrojos marítimos. 33. Oxytelus sculptus Grav. e Woll. — Encontra-se frequentemente nos estrumes. 34. Oxytelus complanatus Er.25 e Woll. — Como o precedente, mas mais abundante. 35. Oxytelus nitidulus Grav.26 e Woll. — Abundante em toda a ilha.


149

36. Saprinus caerulescens Ent. H.27 — É trivial em toda a ilha. 37. Saprinus semistriatus Scriba28 — Habita em toda a ilha. 38. Saprinus africarius Er.29 — Encontra-se no peixe já corrupto. 39. Saprinus dimidiatus Ill.30 — Muito abundante. 40. Saprinus rugifrons Payk.31 — Encontra-se debaixo das pedras nas praias do mar. Família — Dermestii 41. Dermestis frischii Kug. — Encontra-se no peixe podre, estrumes, etc. Família —Trichopterygii 42. Sphaeridium bipustulatum Fabr. — Encontra-se em toda a ilha. Família — Cryptophagii 43. Cryptophagus affinis Sturm. — Habita em toda a ilha. 44. Paramecosoma simplex Woll.32 — Não é muito trivial. Família —Ptiniores 45. Mezium sulcatum Fabr. — Habita em toda a ilha. 46. Anobium domesticum Fourc.33 — Vulgarmente «caruncho-das-madeiras». Muito frequente nas habitações. 47. Anobium villosum Woll.34 — Como o precedente.


0150

Família — Clerii 48. Opilo mollis Linn. e Woll. — É frequente, até no interior das casas. Família — Malachii 49. Attalus miniatocollis Tarnier — Encontra-se sobre as flores. 50. Dolichosomus nobilis Ill.35 — Família — Scarabeii 51. Onthophagus taurus Schreb. — Abundante, principalmente onde há gado. 52. Onthophagus vacca Linn. — Raras vezes se tem encontrado na cidade de Angra. 53. Aphodius granarius Linn. e Woll. — Encontra-se em abundância em toda a ilha. 54. Aphodius lividus Oliv. e Woll. — Encontra-se muitas vezes. Família — Pimelii 55. Blaps gages Linn.36 — Vulgarmente «carocha». Encontra-se nos jardins e graneis. 56. Blaps similis Latreille37 — Como a antecedente. 57. Hegeter tristis Fabr. e Woll. — Raras vezes se encontra. 58. Opatrum hispidum Brullé38 e Woll.— Encontra-se frequentemente em toda a ilha. 59. Tenebrio obscurus Fabr. e Woll. — Encontra-se nas padarias.


0151

Família — Diaperii 60. Phaleria bimaculata39 Herbst40 e Woll. (ou Phaleria cadaverina41 Drouet) — Encontra-se debaixo de peixe podre. Família — Cantharidii 61. Anthicus humilis42 Laf. e Woll. — Encontra-se em volta do Paul da Vila da Praia da Vitória. Família - Curculionii 62. Calandra granaria Linn.43 (ou Sitophilus granarius Woll.) — Vulgarmente «gorgulho». Encontra-se em grande abundância nos trigos. 63. Calandra oryzae Linn.44 — Vulgarmente «gorgulho». Encontra-se nos outros cereais. 64. Otiorhyncus sulcatus Fabr.45 — Godman dá esta espécie como nova na fauna Atlântica. 65. Hypera variabills46 Herbst (ou Hypera murina47 Woll.) — É raro e só se encontra no lixo. 66. Sitona lineatus Marsh.48 — Não é muito frequente. 67. Bruchus pisii Linn.49 — Vulgarmente «boa-nova». Encontra-se em toda a ilha. 68. Bruchus tristiculus50 Schön.51 — Encontra-se nas flores e é conhecido pelo mesmo nome vulgar do antecedente. Família —Erotylii 69. Phalacrus (Obibus) consimilis Marsham52 — Encontra-se em toda a ilha. Família – Coccinelli 70. Coccinella 11-punctata Linn.53 — Encontra-se nos jardins.


0152

71. Coccinella variabilis Fabr.54 — Como a precedente. 72. Scymnus durantae Woll.55 — Encontra-se com frequência nas flores. Família Lamellicornii 73. Psammodius sabulosus Muls.56 e Woll. — Existe na Vila da Praia da Vitória. 74. Psammodius coesus Panz.57 — Vive em toda a ilha. Família — Sternoxii 75. Heteroderes azoricus Tarn.58 (ou Heteroderes atlanticus Candèze) — 76. Aeolus melliculus Cand.(ou Aeolus moreleti Tarn.)59 — Encontra-se debaixo das ervas secas. Família — Cyclica 77. Psylliodes chrysocephala Linn. e Woll. — Habita em toda a ilha. 78. Psylliodes vehemens Woll. — Como o precedente. Família — Lamiariae 79. Taeniotes scalaris Fabr.60 — Encontra-se algumas vezes nas figueiras. Família — Aphidiphagi 80. Rhyzobius litura Fabr. e Woll. — Muito abundante. 81. Hydroporus planus Fab. — Aparece nos charcos. 82. Agabus godmanni Crotch61 — Godman classificou esta espécie como novidade peculiar dos Açorres, vivendo na Terceira, Faial e Flores.


0153

2.ª ordem — Orthopteros 1. Blatta americana Linn.62 — Vulgarmente «barata». Muito abundante em toda a ilha. 2. Forficula auricularia Linn.— Vulgarmente «bicha-cadela» ou «tesoura». Muito trivial debaixo das pedras. 3. Gryllus bimaculatus De Geer. — Vulgarmente «grilo». Encontra-se nos campos debaixo das pedras. 4. Gryllus campestris Linn. — Como o precedente e mais abundante. 5. Gryllus domesticus Linn.63 — Habita nas casas de campo e é mais raro que os precedentes. 6. Pachytylus migratorius Linn.64 — Vulgarmente «gafanhoto». Muito frequente nos campos. 3.ª ordem — Hemípteros Família — Coccinii 1. Aspidiotus conchiformes Gmel.65 — Vulgarmente «bicho-das-laranjeiras». Não é muito frequente. Família — Aphidii 2. Aphis rosae Linn. — Vulgarmente «piolho-das-roseiras». Frequente nos jardins. 3. Aphis rosarum Linn.66 — Como o precedente. 4. Aphis spiraecola Linn.67 — Vulgarmente «piolho-dos-pessegueiros.


0154

5. Aphis persicae Linn.68 — Como o precedente. 6. Phylloxera vastatrix (Planchon, 1868)69 — Vulgarmente «filoxera». Introduzida fortuitamente há poucos anos, não tem contudo produzido grandes estragos. Família — Nepii 7. Corixa atomaria Illiger.70 — Encontra-se com frequência em toda a ilha. Família Reduvii 8. Emesodema domestica Linn.71 — Frequente em toda a ilha. 9. Hydrometra stagnorum Fab.72 — Encontra-se muitas vezes sobre as águas dos charcos e dos tanques. Família — Scutellerii 10. Eurydema oleraceum Linn.73 — Vulgarmente «bicho-frade». Muito frequente nas hortas e jardins. 11. Eurygaster hottentotus Fab.74 — É pouco frequente. 12. Acanthia lectularia Linn.75 — Vulgarmente «persovejo». Muito frequente. 4:ª ordem — Nevropteros Família — Libellulii 1. Libellula grandis Linn.76 — Vulgarmente «fura-olhos». Muito frequente. 2. Libellula puella Linn.77 — Encontra-se com menos frequência. Família — Mirmelleonii 3. Hemerobius perla Linn.78 — Encontra-se no fim do verão, à noite.


0155

5.ª ordem — Hymenopteros Família — Apidae 1. Apis mellifica Linn.79 — Vulgarmente «abelha». Muito frequente. 2. Bombus ruderatus Fabr. — Vulgarmente «zangão». Muito frequente nos jardins. 3. Megachile centuncularis Linn. — Encontra-se sobre a madeira já podre, ou sobre as roseiras, onde comem as folhas. 4. Osmia emarginaria St. Farg.80 — Muito frequente sobre as flores das árvores frutíferas. Família —Mellifera 5. Anthidium manicatum Linn. — Encontra-se em toda a ilha. Família — Formicidae 6. Formica emarginata Godman81 — Vulgarmente «formiga». Encontra-se em grande abundância. 7. Myrmica carbonaria Smith82 — Vulgarmente «formiga». O mesmo que a precedente. 8. Aphaenogaster testaceo-pilosa Lucas83 — Família — Vespidae 9. Vespa vulgaris Linn.84 — Vulgarmente «vespa». Muito frequente. Família — Ichneumonii 10. Ichneumon antenatorius Panzer85 — Encontra-se em abundância nos jardins e em particular sobre as umbelíferas.


0156

6.ª ordem — Lepidópteros Família — Papilionii 1. Pieris brassicae Linn. — Comum em todo o arquipélago. 2. Colias edusa Fabr.86 — Encontra-se com frequência. 3. Leucania extranea Godman87 — Não é muito frequente. Família – Nymphalli 4. Pyrameis cardui Linn. — Encontra-se com frequência. 5. Pyrameis atalanta Linn. — Nas mesmas condições que a precedente. 6. Camptogramma fluviata Godman — Pouco frequente. 7. Danais archippus Fabr. — Encontra-se nos jardins, não com muita frequência. Família — Sphingli 8. Acheronta atropus Linn. — Vulgarmente «besouro». Frequente no verão. 9. Sphinx ligustri Linn. — Vulgarmente «besouro». Nas mesmas condições que o precedente. Família — Noctuelii 10. Triphoena pronuba Linn. — Frequente nas quintas, na proximidade das hortas. Família — Phalenii 11. Phalaena foscitella Fabr. — Vulgarmente «traça-da -lã». Muito frequente.


0157

12. Phalaena tapezella Fabr. — Vulgarmente «traça-dos-tapetes». Muito frequente. 13. Phaloena granella Fabr. — Vulgarmente «borboleta-do-trigo». Muito frequente. Família — Bombycii 14. Bombix mori Linn. — Vulgarmente «bicho-da-seda». Família — Pyralii 15. Carpocapsa pomonella Linn. — Frequente em toda a ilha. 16. Hypena obstitialis — Nocturna. 7.ª ordem — Dípteros Família — Culicii 1. Culex pipiens Linn. — Vulgarmente «mosquito». Muito frequente. 2. Culex pulicaris — Como o precedente. Família — Muscii 3. Musca domestica — Vulgarmente «mosca». 4. Musca bovina. Vulgarmente «mosca-de-boi». 5. Hippobosca equina Linn. — Vulgarmente «mosca-de-cavalo». 6. Calliphora vomitoria Linn. — Vulgarmente «mosca-varejeira».


0158

7. Lucilia caesar Linn. — Encontra-se na matéria orgânica em decomposição. 8. Musca bombylans Fabr.88 — Vulgarmente «mosca-zunidora». 9. Scatophaga stercoraria Linn. (ou Musca scybalaria Fabr.) — Mosca amarela que se encontra sobre os excrementos.