Memórias de um pobre diabo/Terceira Parte - Capítulo 18

Wikisource, a biblioteca livre
< Memórias de um pobre diabo

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Memórias de um pobre diabo por Bruno Seabra
Terceira Parte - Capítulo 18


Sorvendo a ultima gota do licor, affigurou-se-me Monica arrumando as malas.

—Monica vai para Paris, disse entre mim. O Sr, Joaquim já é barão... e eu aqui fico, sem eira nem beira... nem ao menos sou commendador!... Paris! todos fallam em Paris e eu mesmo já o-descrevi em verso, sem ainda lá ter ido:

Paris! Paris! Paris! terra de encantos,
Eterno, ebri-festante paraiso,
Aonde os risos de prazer são tantos,
Que só é sério quem não tem juizo!...

As melhores descripções são devidas aos que pintam lugares, que nunca viram. Isto já passa em julgado e, passará a anexim, quando apparecer o meu romance passado om Djirjeh, no alto Egypto, aonde não pretendo jámais pizar.