Página:A Guerra de Canudos.djvu/264

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
226
A Guerra de Canudos

toja. Os contingentes de engenharia fundiram-se n'um sob as ordens do chefe da respectiva commissão, tenente-coronel José de Siqueira Menezes. A 7ª brigada foi dissolvida. A ala esquerda do 4° e o 5° corpos da milicia estadual ficaram addidos ao Quartel-General, bem como a força de cavallaria. As forças da 2ª columna ficavam provisoriamente annexadas á 1ª.

O general Savaget, ainda não de todo restabelecido do seu ferimento, não podia exercer a actividade em outros pontos; por isso, foi incumbido do commando geral das forças de defesa e occupação da Favella, posição ainda importantissima, constituindo o eixo, ou ponto bazico das operações.



Os tiroteios proseguiam animados. Como sempre, o inimigo dirigia seus fógos das torres, janellas e setteiras das igrejas, latada e trincheiras próximas ao Santuario. Para esses pontos tambem convergiam seus projectis os canhões do arraial, assim como os que permaneciam nas trincheiras da Favella.

A 22, pela tarde, houve animado movimento entre os fanaticos, correndo apressados entre as ruas, sobraçando trouxas e outros objectos, salientando-se as mulheres n'essa agitação. Talvez estivessem se concentrando em sitios melhor abrigados e removendo os feridos. Açulou