Página:A Guerra de Canudos.djvu/267

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Guerra de Canudos
229

feridos o capitão Pereira Lobo, do 33°, os alferes Francisco Freitas, Duarte Vidal e 8 praças. O resto do dia foi calmo, trabalhando entretanto, a artilharia.

Foi esta a ultima vez em que os jagunços tomaram francamente a offensiva, sahindo dos seus entrincheiramentos. D'ahi por diante mantiveram-se na mais desesperada defensiva ate o dia em que o ultimo morreu combatendo.



Diariamente, durante os prolongados tiroteios feridos constantemente, morriam 5, 8 homens na média e eram transportados ao hospital de sangue 10, 12 feridos. Os fanaticos, como sempre emboscados nos seus pontos mais fortes e dominantes, caçavam os soldados, que por sua vez não poupavam quantos delles passavam-lhes ao alcance.

A artilharia postada no arraial foi reforçada com mais um canhão, dirigida pelo 2° tenente Manoel Félix, passando a occupar a posição enfrentando o fundo da egreja velha, já por completo derruida pelo pertinaz bombardeio que desde 18 sustentava-o sob a direcção do alferes Macedo Soares; este, de ordem do general Barbosa, passou a occupar um ponto mais a direita, em sitio mais dominante, descortinando todo arraial, atirando sobre to-