Página:A Guerra de Canudos.djvu/340

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
284
A Guerra de Canudos

tingente que engajou o fogo contra os atiradores da expedição triumphante, tiroteio que durou até anoitecer. A's 10 horas da noite chegava áquelles pontos o 14°. batalhão, de reforço, acampando no riacho Manuquim, á esquerda da serra do Cambaio.

Um comboio de jagunços, conduzindo generos alimentícios, foi aprisionado por um grupo de soldados do 9° batalhão. 13 cargueiros foram tomados e o seu conteúdo mandado destribuir aos soldados expedicionarios.

Durante a noite de 7 para 8 nada houve de anormal, a não ser o incendio de alguns curraes de cabras e casas de jagunços, sendo o clarão por elle produzido, visto até o amanhecer.

Nos acampamentos e linhas; em Canudos, manteve-se a maior vigilancia, em vista da nóva feição que assumiam os factosOs tiroteios agoram mantinham-se vigorosos para os lados recem-occupados e eram correspondidos do mesmo modo.

Tal foi, narrada em breves termos, a importante marcha estrategica, realizada pelo tenente-coronel Siqueira Menezes, operação em que esse official revelou qualidades de consumado militar e que tanto o recommendam.