Página:A Guerra de Canudos.djvu/341

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
285
A Guerra de Canudos

Si essa marcha não conseguiu ainda completar o sitio, mesmo porque a isso não se propunha, todavia, produziu notáveis resultados, sendo os principaes: encurtar de 3 leguas a marcha dos comboios e trópas pela nova estrada de Calumby e Cambaio; facilitar-lhe novas e mais abundantes aguadas; tirar de posse dos jagunços as formidaveis fortificações do Cambaio, cortando-lhes os recursos por aquelle ponto e mantendo, por fim, a nossa linha de comniunicações á Monte-Santo, livre e desembaraçada. Maiores não poderiam ser os resultados.

A' 11 de Setembro, o coronel Olimpio da Silveira, pela manhã, mandou tomar á viva força e occupar o pico do morro que fica á esquerda da "Fazenda Velha" e cuja posse interceptava a passagem do inimigo no riacho Umburunas, além de dominar grande parte da zona mais povoada e edificada do arraial e grande trecho do Vaza-Barris.

A referida posição foi occupada com rapidez e relativa facilidade, tendo os jagunços opposto pequena resistencia, de que resultou serem dois da força atacante, feridos, incluzive o alferes A. Elvidio de Andrade. Os fanaticos, furiosos, em reprezalia, atacaram varios pontos das linhas, sendo como sempre, batidos.