Página:A Guerra de Canudos.djvu/342

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
286
A Guerra de Canudos

Por aquelle lado ficava o inimigo completamente privado de communicações. Essa occupação, bem como a anterior da «Fazenda-Velha», em correspondencia com a marcha effectuada pelo tenente-coronel Siqueira, constituem a serie de movimentos importantes e brilhantemente encadeados no mez de Setembro e que tiveram como resultado cortar, quasi que por completo, as communicações do inimigo com o Interior, impossibilitando-o de receber os recursos que só obtinha ainda com extremo risco, pela estrada da "Varzea da Ema".

Faltava tão sómente a occupação d'um trecho de 800 metros de extensão, de terreno accidentado e coberto de catingas, onde desemboccava a estrada de Uáuá pela qual, ainda á 21, foi visto entrar em Canudos um comboio para o inimigo, composto de 20 cargueiros. N'aquelle proposito, á 23, o general Arthur Oscar ordenou que o tenente-coronel Siqueira Menezes com o batalhão de policia do Amazonas; commandado pelo tenente-coronel Candido Mariano, fizesse um reconhecimento e occupasse a estrada da Varzea da Ema.

O tenente-coronel Siqueira, com sua força, atravessou o rio Vaza-Barris, tiroteiando o inimigo, que, apezar de resistir tenazmente, não