Página:A escravidão dos negros.pdf/104

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
100
A ESCRAVIDÃO


gressiva para vencedores e vencidos, como aconteceu na antiguidade; ao passo que, uma tal transplantação ficticia — não obstante os melhoramentos individuaes de que parece acompanhada — altera da maneira mais funesta a natural progressão d'essas populações africanas. Taes phenomenos são muito complicados, e suas leis tão pouco conhecidas ainda, que não póde convir á porção mais illustrada da humanidade esforçar-se, por meio de uma prudente intervenção activa, em apressar a evolução espontanea das raças mais atrazadas sem determinar artificialmente perturbações muito mais perigosas que os proprios vicios a que um zelo irreflectido quizesse applicar remedio inopportuno e illusorio.

     « Só ao futuro poderá pertencer dignamente tâo nobre missão, depois de uma sufficiente realisação européa da nossa regeneração mental e social. (Curso de philosophia positiva, vol. VI, pg. t32, nóta.) »

N. do T.
B,


Comparação do trabalho livre com o escravo.

VEJA-SE PAG. 43.

     Figurei aqui o caso da escravatura ser util aos colonos porque, mesmo em tal hypothese, nâo é menos justo nem menos util abolil-a; esta hypothese, porém, nada tem de certa. Com effeito, nos Estados-Unidos já se verificou que o trabalho de cinco escravos não póde ser considerado equivalente senão ao de tres homens livres; cumprindo nótar que, tendo a maioria dos Estados muito poucos negros, convinha-lhes avaliar esse trabalho no maximo possivel, pois tratava-se de destribuir um imposto proporcionalmente ao numero dos homens. Ora, si o trabalho de cinco escravos é equivalente apenas ao de tres homens livres, e accrescendo para aquelle o preço da compra dos negros, ou o custo da criação d'elles, segue-se que é muito verosimil ser o trabalho escravo, na America, muito mais caro do que sel-o-hia o livre.

     No tomo 5.° das Ephemerides do Cidadão, encontra-se um calculo muito bem feito demonstrando que um negro custa por anno 420 libras (415 francos, ou 166$000, calculado o fr. á. 400 rs); o que confirma o que fica dito ácima.