Página:Contos Tradicionaes do Povo Portuguez.pdf/466

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


NOTAS





1. A cara de boi. — A donzella é evidentemente o mytho da Aurora, como se comprova pelo estribilho Arcello, Arcello, em um romance popular do Algarve, intitulado D. Carlos de Montalvor, colligido pelo nosso amigo Reis Damaso, lê-se o verso: «Não permitta Deus d’Arcello» por Deus del celo. (Encyclopedia republicana, p. 204, Lisboa, 1882.) A velha, que torna feia a menina é a Noite, e o joven amante que a arrebata é o Sol. Consiglieri Pedroso diz-nos que tambem encontrou uma versão d’este conto. No Catalogo de Barrera y Leyrado, cita-se um Auto perdido de Gil Vicente, intitulado A Donzella da Torre, por ventura baseado sobre este thema mythico commum aos outros povos romanicos. Nos XII Conti pamiglianesi, illustrati da Vittorio Imbrianni, Napoli, 1877, acha-se este conto desenvolvido sob o titulo de Persilette, no qual a donzella fechada na torre, a madeixa que serve de escada e a fuga com o namorado são simples episodios. A tradição portugueza está mais pura na sua simplicidade, em quanto que o conto de Pomigliano é formado pela confusão de difierentes contos, como o