Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/181

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Prerogativa da camara dos deputados: discurso pronunciado na camara dos deputados na sessão de 29 de julho de 1879, 19 pags. in-8.º


Antonio Estevão da Costa e Cunha — E' natural da provincia da Bahia, professor da 3ª cadeira da instrucção primaria da freguezia de Nossa Senhora da Ajuda da ilha do Governador, e escreveu :

Historia sagrada do antigo e novo testamento. Rio de Janeiro, 1876.

Novo methodo theorico e pratico de analyse sintatica para uso do imperial collegio de Pedro II e da escola normal dá côrte. Rio de Janeiro, 1874.

Nova selecta dos antigos classicos Bernardes, Frei Luiz de Souza, Rodrigues Lobo e Luiz de Camões, seguida do programma para os exames de preparatorios, Rio de Janeiro, 1877.

Primeiro livro ou expositor da lingua materna pelos professores Januario dos Santos Sabino e A. Estevão da Costa e Cunha, adoptado pelo governo para as escolas primarias da côrte. Rio de Janeiro... — Segunda edição, 1883.

Memoria sobre as escolas normaes. Rio de Janeiro, 1878.

Grmmatica elementar portugueza, adaptadá ao ensino das escolas da instrucção primaria, quer dos menores, quer dos adultos, e bem assim dos collegios, lycêos, escolas normaes e aulas preparatorias. Rio de Janeiro, 1880.

Manual do examinando portuguez. Pariz, 1883 — E' um compendio das materias indispensaveis para o estudo racional e methodico da lingua portugueza.

Viagem de uma parisiense ao Brazil: estudo e critica dos costumes por mad. Toussaint Simon. Traducção annotada. Rio de Janeiro, 1883 — Sahiu antes no Jornal do Commercio, 1883, ns, 73, 75, 80, 82, 83 e 84.

Foi um dos directores da

Instrucção nacional: revista de pedagogia, sciencias e lettras collaborada por professores e litteratos. Rio de Janeiro, 1874.


Antonio Felicio dos Santos — Natural da provincia de Minas Geraes, fez o curso da faculdade de medicina do Rio de Janeiro, onde recebeu o grau de doutor em 1863; exerceu a clinica, a principio na cidade de Diamantina, e depois na côrte, instituindo uma casa de saude, que mais tarde passou a outro; representou sua provincia na camara temporaria em duas legislaturas, e representa-a na legislatura actual; e, antes de formar-se em medicina, foi alumno pensionista do hospital da misericordia, interno, por concurso, de clinica medica da faculdade e interno da casa de saude Nossa Senhora da Ajuda.