Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/251

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
226
AN


outubro, impossibilitado por cauza de taes tormentos de, assignar seu nome! Não valeu ao infeliz, depois destes factos, o fugil' de relações com os christãos novos, procurar a amizade e companhia de muitos padres instruidos, frequentar os templos e dar~se ao exerci cio das praticas dos verdadeiros catholicos, Quando se considerava feliz, trabalhando no seu escriptorio de advogado, compondo nas horas de desafogo· suas bellissimas operas comicas, tão applaudidas nessa época em que o theatro fazia as delicias da côrte de dom João V, idolatrando, e idolatrado de sua joven espoza, de uma innocente fIlhinha, menor de dous annos, e de sua velha mãe, - feliz emfim na terra, eis que de novo, a 7 de outubro de '1737, são arrastados subitamente pelo estupido e feroz tribunal, por miseravel intriga de uma escrava que elie castigara por sua má vida, elIe, suajoven cspoza e sua velha mãe, ficando a innocentinha, porque as fel'as viam que pouco sangue forneceria para seu pasto infernal. Só tendo provas em favor do infeliz, mas precizando essa I'aça hybrida entre o homem e animal mais damnado de provas para condemnal-o, provas que nem se pôde tirar de suas obras, devidamente licenciadas, nem d.as testemunhas, constantes de religiozos, até do S. Domingos, que jUl'aram sua devoção pelo catholicismo, e seus bons costumes, como tudo consta do processo, se lembraI'am os santos varões de metter a victima u'um carcere com diversos buracos clandestinos, onde os guardas o espionavam! . E apezar ainda de declararem esses guardas muitas vezes, que ene lia nas Horas, que rezava de mãos postas, que se ben..ia, etc., Antonio José foi condemnado a ser queimado vivo! ! E etrectivamente se consummou o l'lefando e barbara sa rificio, o assassinato catholico-juridico, pelos ministros da igreja catholica, a 19 de Qutubro de 1839 ! !... A integra, que lhe diz respeito, constante da relação dos condemnados de 18 de outubro de 1739 é esta: « N. 7, Idade 34 annos, Antonio José. da Silva. X. N. (christão novo) advogado, natUl'al da cidade do Rio de Janeiro, morador nesta ci:1ade de Lisboa occidental, l'econciliado que foi por culpas de judaismo no auto de fé, que se celebrou no convento de S. Domingos desta cidade em 13 de outubro de 1826, I convicto, negativo e relapso.» Vem sob a rubrica Pessoas relaxadas em carne. Ra quem supponha que a espoza e a mãe da victima tambem fossem consumidas pelas fogueiras da inquisição: mas eUas só foram condemnadas a carcere á. arbitrio. Todo processo de Antonio Jose foi copiado pelo Visconde de Porto-Seguro, que escreveu sua biographia, do original existente no archivo nacional da torre do Tombo, para onde passaram os papeis da inquisição em 1821:; e por elIe vê-s que ha inexactidões no que de ,Antonio José escreveram Sismondi, na sua obra: « De la litterature du midi de l'Europe » tomo 2 0 , Bruxellas, 1837 ; Ferdinand Dellis, no seu «Resumé de l'histoire litteraire duo Portugal» e outros - inexactidões que demonstrou Innocencio da Silva no seu Diccio'nario bibtiographico portu,quez', tomo 1. 0 ",