Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/334

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
309
AN


Frei Antonio de Santa Maria Jaboatão — Nasceu na freguezia de anta Amaro de Jaboatão, hoje villa e séde da comarca deste nome, em 1695 e falleceu entre os annos de 1763 e 1765.

Foi religioso franciscano, professo a 12 de dezembro de 1717, no convento de Paraguassú, da Bahia, d'onde passou a concluir seus estudos e receber as ordens sacras em Pernambuco; foi mestre de noviços no convento de Iguarassú, guardião por duas vezes no da Parahyba, secretario do capitulo, prelado local no convento de Santo Antonio do Recife, definidor, e chronista-mór da ordem.

Poeta nos primeiros annos da vida claustral, prégador distincto, e academico da academia brazilica dos renascidos, escreveu:

Orbe seraphico novo, brazilico, descoberto, establecido e cultivado a influxos da nova luz da Italia, estrella brilhante da Hespanha, luzido sol de Padua, astro maior do céo de Francisco, o thaumaturgo portuguez Santo Antonio, a quem vai consagrada, como theatro glorioso, a parte primeira da chronica dos frades menores da mais estreita e regular observancia da provincia do Brazil. Lisboa, 1761 — A morte subsequente do autor foi causa de não sahir a continuação desta importante obra, senão um seculo depoís. O instituto historico e geographico, possuindo os manuscriptos da segunda parte, depois de um exame, incumbido ao conselheiro Diogo Soares da Silva de Bivar, cujo parecer se acha no 2° volume da revista do mesmo instituto, resolveu dar á luz a obra completa, e então foi publicado:

Novo orbe seraphico brazileiro, ou chronica dos frades menores da provincia do Brazil, etc. Rio de Janeiro, 1858—1862, 5 vols. em duas partes — a saber :

1ª parte, 1° e 2° vols. — Comprehendem a obra precedente, publicada em Lisboa, 1761. Foi, porém, supprimido da primeira edição um indice de certos factos notaveis do preambulo e um discurso panegyrico da vida de frei Luiz da Annunciação. Tem o 1º vol. 420 pags. ; o 2° 436.

2ª parte, 3º,4º e 5º vols.— Constituem a parte inedita, de que o instituto historico possuia o manuscripto e seguem-se ao 5º volume diversas annotações do conego J. C. Fernandes Pinheiro, destinadas a rectificar alguns erros e inexactidões do chronista. Têm estes tres volumes 840 paginas, seguidamente numeradas, e sob o titulo Advertencia se lê no frontispicio da 2ª parte desta obra o seguinte:

« Orbe seraphico novo, brazilico : parte segunda da chronica dos frades menores da mais estreita e regular observancia da provincia de Santo Antonio do Brazil, consagrada ao mesmo santo, como patrão e padroeiro desta sua provincia, mandado imprimir pelo M. R. P. Mestre frei Jacintho de Santa Brigida, ex-leitor de theologia, ex-definidor e ministro provincial, existente desde 1º de dezembro de 1764 até 1768. Nunca appareceu impressa, como ainda não o foi até o presente anno de 1826, e por isso deve ser guardada no archivo da provincia, que é na cella dos ministros provinciaes no convento capitular da cidade da Bahia, afim de